15 tipos de piso que vão deixar a sua casa ainda mais bonita!

O acabamento de uma reforma ou construção é o momento de embelezar o ambiente, seja casa ou prédio comercial. Contudo, falando especificamente de residências, o momento do acabamento também tem relação direta com a nossa personalidade, já que os revestimentos e pisos escolhidos são de nosso gosto pessoal!

Você sabe quais são os tipos de piso que você pode escolher para a sua casa? Laminado, vinílico, cerâmica e porcelanato são alguns exemplos muito comuns e que normalmente vemos por aí, porém existem muitos outros!

Nós, do blog da Webber, cuidamos disso para você e elaboramos um Guia Completo com os 15 tipos de piso que vão deixar a sua casa ainda mais bonita! Continue rolando a página e confira na sequência!

Os 15 modelos de pisos mais procurados para residências!

Muitas pessoas confundem o piso e revestimento, o que acaba gerando muito transtorno caso seja comprado em um local que não instrua corretamente o cliente, pois é possível acabar comprando um ao invés do outro.

De maneira bem simples, a principal diferença entre eles é a forma que são aplicados. Enquanto o revestimento pode ser aplicado somente na parede, os pisos podem ser usados tanto no chão quanto na parede – dependendo da durabilidade e resistência do produto. Para não ter erro, consulte sempre um especialista antes de finalizar a sua compra.

Por mais que os dois trabalhem com materiais em comum, a exemplo do porcelanato e cerâmica, existem modelos elaborados especialmente para aplicação no chão, sendo mais duros e firmes. Outros, exclusivamente para a parede, contam com detalhes, tamanhos, texturas e estilos muitas vezes diferentes do anterior.

Por isso, é sempre importante conhecer as opções disponíveis no mercado! A seguir, nós apresentamos 15 modelos de pisos que podem ser aplicados em diversas partes da sua casa, que variam desde o banheiro até o escritório! Confira!

1. Cerâmica

Piso cerâmico aplicado na parede e no chão da cozinha.

Um dos modelos mais populares no Brasil é o piso de cerâmica. Em diversas opções, você pode encontrar modelos que variam de acordo com o tamanho, como opções em 40×40, 50 x 50, 60×60, 80×80, 100×100, além de ser fabricados em várias cores e texturas.

São muito fáceis de serem limpos e podem ser aplicados em ambientes externos e internos. Contudo, é importante sempre levar em consideração o índice de resistência à abrasão – marcado pelo número do PEI – e atrito que o modelo escolhido possui.

2. Porcelanato

O porcelanato é um tipo de piso que se destaca por ser bastante resistente e possuir grande variedade de acabamentos também. Podem ser encontrados no mercado modelos que imitam madeira, cimento, mármore e, por isso, podem ser combinados com diversas propostas decorativas.

Porcelanato polido aplicado nas paredes do banheiro e porcelanato acetinado no chão.

Polido, acetinado, esmaltado e natural são os principais tipos de porcelanatos mais comuns, e variam de acordo com o aspecto que eles possuem. O acetinado, por exemplo, é indicado para banheiros e ambientes de lazer devido ao perfil menos escorregadio. Já o polido é muito usado em quartos e salas, pois proporciona um visual muito elegante devido ao brilho da peça.

Consulte sempre um especialista para te informar as melhores indicações de uso para que a sua casa fique da maneira que você sempre sonhou!

3. Laminado

Piso laminado aplicado no chão da sala de tv.

Com a influência de tendências que levam materiais mais naturais para a decoração, usando pedras na parede, plantas no banheiro e madeira no piso, o laminado tem se tornado um dos modelos mais procurados por quem deseja um acabamento em madeira! E ah, são ecologicamente corretos, você sabia?

Democrático, versátil e muito bonito, o laminado combina em diversas partes da casa, podendo ser aplicado em quartos, salas e escritórios, contudo não são indicados para locais que têm contato com água, como banheiro e cozinha.

4. Cimento Queimado

Cimento queimado aplicado na parede da sala de estar.

Assim como no caso anterior, desde o surgimento de decorações com pegada mais industrial, o cimento queimado tem sido procurado como uma ótima opção dentre os tipos de pisos.

A aplicação pode ser feita tanto em ambientes internos como em locais externos, e é uma ótima opção para quem deseja economizar, já que a produção é relativamente barata e a mão de obra mais simples. Pode ser aplicado tanto no chão quanto na parede de maneira decorativa. Dá aquele charme ao ambiente!

5. Vinílico

Piso vinílico aplicado no chão da sala de cinema.

Assim como o laminado, o piso vinílico é uma opção para pessoas que desejam a beleza da madeira no chão de suas residências. Feito em resina de PVC, pode ser encontrado em diversas versões, que variam em placas, tapetes e mantas.

É indicado para locais em que há produção de muito ruído, como em casas com crianças e cachorros, pois possui um excelente desempenho acústico!

Apesar de ser bem mais resistente a água que o piso laminado, também não é muito indicado em locais molhados, sendo ideais para locais internos, como quarto, sala e escritório. Assim como o laminado, o piso vinílico também é ecologicamente correto!

6. Tábua Corrida

Tábua corrida aplicada no chão da área da banheira.

Feito de madeira natural e, dessa forma, considerado uma opção não sustentável, o piso de tábua corrida é extremamente bonito, podendo ser confeccionado até mesmo com madeiras mais nobres, como Ipê, Jatobá e Cabreúva.

Antigamente chamávamos esse tipo de piso de assoalho, e foi durante muito tempo usado nas construções. Contudo, por ser bastante sensível a riscos e água, ele precisa de cuidados especiais, como aplicação de cera e é indicado somente para ambientes internos.

7. Taco

Piso de taco aplicado no chão do quarto.

Febre entre os anos 60 e 90, o piso de taco é outra opção em madeira, geralmente feito a partir de madeiras como Ipê, Cumaru ou Grápia. Ele é composto por peças pequenas de madeira, aplicadas com o cuidado de formar desenhos elegantes.

Com a crescente procura por decorações que revivam o vintage, o piso de taco tem voltado para o hall de pisos mais procurados em dias atuais. Contudo, assim como a madeira, ele precisa de alguns cuidados, como ficar longe de água e ser polido com cera específica.

8. Parquet

Parquet aplicado no chão do quarto.

Muitas pessoas confundem o taco com o piso de parquet! O que é algo extreamente aceitável, visto que não existe uma diferença gritante entre os dois. A principal diferença é a maneira como são comercializados: o taco em tábuas soltas e que precisam ser coladas individualmente no contra piso; o parquet já vem com as tábuas coladas umas nas outras formando um desenho específico.

Outra diferença também entre eles é que o taco é aplicado de maneira mais simples, formando desenhos sem muito detalhamento. Já o parquet geralmente é usado com intenção de formar desenhos geométricos maiores, geralmente ao centro do ambiente.

Possui processo de instalação e rotina de cuidados semelhantes ao taco e deve ser usado somente em ambientes que não recebam contato com água. Ah, também precisa ser lustrado com cera apropriada para madeira.

9. Ardósia

O piso de ardósia era uma opção muito comum nos anos 80 e voltou depois de designers e entusiastas da decoração terem pegado gosto pelas propostas industriais. De baixo custo, ele pode ser usado tanto em áreas internas como em externas. Contudo, como é bastante escorregadio, é preciso cuidado no trânsito enquanto ele estiver molhado.

10. Mármore

Mármore revestindo a churrasqueira e bancada da área gourmet.

Belos, elegantes e sofisticados, o piso de mármore chama atenção pela sua exuberância em estampas e texturas, contudo possuem valor mais elevado. Dada a procura por modelos de pisos mais minimalistas no estilo nórdico, esse modelo tem voltado com tudo!

Pode ser encontrado em diversas cores, como Rosso Verona, Travertino, Bege Bahia e Nero Marquina. Como tem o calcário como matéria prima, os desenhos variam e podem também ter discrepância de tonalidade.

11. Granito

Granito revestindo a parede do banheiro.

O granito é formado a partir da junção de mica, quartzo e feldspato, o granito, e podemos encontrá-lo em locais como aeroportos, shoppings e supermercados, contudo também pode ser utilizado nas residências.

Tem como característica principal a união de durabilidade e beleza, além de ser extremamente fácil de limpar. Os modelos de granitos mais comuns – e que você pode encontrar com facilidade – são Cinza Corumbá, Cinza Andorinha, Preto São Gabriel, Verde Ubatuba e Branco Itaúna.

12. Silestone

Composto por materiais como quartzo, metais, vidro, o piso de silestone é vendido em uma infinidade de cores, acabamentos e espessuras. E surgiu como uma opção bastante tecnológica para substituir o mármore e o granito. Contudo, ele é indicado somente para ambientes internos, pois não pode ter contato direto e intenso com os raios solares.

13. Granilite

Granilite aplicado no chão e parede da sala de jantar.

O granilite é um tipo de piso bastante comum em escolas, aeroportos, clubes e hospitais, portanto é muito resistente e pode ter contato com água. É feito a partir de uma mistura de massa de cimento com acréscimo de pedaços pequenos de granito, quartzo, dentre outras pedras.

Você pode encontrá-lo por aí em design polido e fulgê. O modelo polido é mais brilhante e impermeabilizado, porém mais escorregadio. Já o modelo fulgê possui aspecto rústico, as pedras ficam aparentes, e por isso também é bastante firme quando molhado.

14. Ladrilho Hidráulico

Ladrilho hidráulico instalado na bancada e parede da área gourmet.

O piso de ladrilho hidráulico é ótimo para paredes e pisos, contudo você deve procurar pelo modelo indicado para cada um desses locais. Ele é bonito, irreverente e personalizado, por isso garante um ambiente uma decoração elegante e única.

Como é resistente à água, é muito utilizado em banheiros e cozinhas, já que esses espaços recebem água recorrentemente. Além disso, ele permite combinação com outros tipos de pisos, como porcelanato e cerâmica.

15. Pastilhas

Pastilhas aplicadas na bancada e churrasqueira da área gourmet.

As pastilhas são conhecidas por darem grande versatilidade ao ambiente, já que é um tipo de piso muito criativo, sendo possível fazer combinações divertidas, elegantes e sofisticadas. Você pode vê-las revestindo piscinas, mas também são muito indicadas para cozinhas e banheiros.

Contudo, como são vendidas em partes muito pequenas, a instalação precisa ocorrer por meio de um profissional habilitado, pois ele conseguirá aplicar as peças, uma por uma, de maneira harmônica e simétrica.

É bastante coisa, nós sabemos! O importante é que agora você conhece as opções mais procuradas e pode escolher os tipos de pisos mais adequados para cada parte da sua casa, não é mesmo? Assim você vai ter a casa dos seus sonhos mesmo!

No blog da Webber você confere semanalmente conteúdos super interessantes sobre tudo o que envolve a sua reforma ou construção! Continue por aqui, aproveite para conhecer nosso texto sobre tipos de revestimentos e fique ainda mais por dentro dos modelos mais indicados para o seu lar!
Avalie esse post

Rita Baratieri é especialista em reformas, tendências decorativas e tudo o que envolve Casa e Decoração. Conheça a autora do blog Webber Acabamentos.

Deixe um comentário