Infiltração na Parede: 4 Causas e Soluções Comuns

Como acabar com Infiltrações na Parede: um guia Webber!

Infiltração na parede é um dos problemas mais recorrentes quando pensamos em acabamento. Além de deixar as paredes com aspecto deteriorado, feio e mal visto, elas também são responsáveis por deixar o imóvel desvalorizado, uma vez que contribuem para o desgaste da argamassa e pintura.

Em locais com alta propensão de umidade, como cozinha, banheiro e lavanderia, esse problema é ainda mais evidente, por isso esses cômodos merecem atenção redobrada! Mas vamos lá, você sabe quais são as principais causas de infiltração na parede e possíveis soluções para o problema?

Elaboramos um guia super instrutivo sobre o assunto, vamos abordar os motivos do problema e formas de acabar com ele de uma vez por todas. Quer entender mais? Continue rolando a página e confira na sequência!

O que causa infiltração na parede?

Que paredes com infiltração são um problema bastante comum nas construções nós já sabemos, o que nos causa dúvidas é o fato de não entender os motivos que levam a essa situação. Aliás, se esse problema é causado por acúmulo de umidade, pode ser que o problema nem esteja relacionado à parede, mas sim à distribuição de água do prédio.

Pensando nisso, nós consultamos o time de especialistas da Webber e reunimos as quatro causas mais comuns de infiltração na parede. Quer entender cada uma delas e – quem sabe – reconhecer o problema da sua obra? Veja abaixo:

1 . Laje sem impermeabilização

Quando não é feito o tratamento apropriado na laje, é bastante comum que ocorra infiltração. Esse problema pode ocorrer em uma situação isolada, abrangendo somente uma parede, ou comprometendo toda estrutura do prédio. Isso pode levar, inclusive, a formação de mal cheiro, bolor, mofo e deterioração na pintura.

2 . Infiltração da água da chuva

Esse mesmo problema pode ocorrer em relação a parte externa da construção. Quando isso ocorre, é possível verificar rachaduras na superfície da parede, dado por falha no nivelamento ou variações climáticas. A água da chuva, ao adentrar nas rachaduras, compromete toda parede, causa bolor, mofo, manchas, bolhas e mal cheiro.

3 . Falha de impermeabilização na fundação

Assim como na laje, a falta ou impermeabilização incorreta na fundação também pode comprometer a estrutura e aspecto das paredes. Esse tipo de problema costuma aparecer em épocas chuvosas, quando o solo não consegue reter toda umidade e acaba transferindo-a para vigas e outras estruturas. É um dos problemas de mais difícil resolução após o término da obra.

4 . Tubulações com vazamento

Paredes com infiltração também podem ser ocasionadas por falha na parte de sistema de irrigação do prédio. Por exemplo, junções mal conectadas podem ocasionar vazamentos, que irão acumular por toda estrutura, deteriorando não somente o cimento, mas massa corrida, tintura e até mesmo papel de parede.

E aí, conseguiu identificar algum desses problemas aí na estrutura do seu prédio? Muito mais do que entender qual deles causa esse tipo de situação, é importante compreender como solucioná-lo, não é mesmo? Por isso, a seguir nós trouxemos formas de acabar com a infiltração na sua parede. Confira!

O que fazer quando há infiltração na parede?

O melhor a fazer ainda, para não ter que lidar com infiltrações na parede, é optar pela impermeabilização preventiva. Além de ser uma ótima maneira de economizar na obra, ela também previne contra problemas futuros. Nesse caso, não basta fazer uso de bons produtos impermeabilizantes, mas também contar com bons profissionais.

Lajes, baldrames e paredes precisam receber um tratamento forte, que consiga conter possíveis problemas com umidade. Por isso, nós preparamos 3 dicas de impermeabilização – ainda no processo de construção – que vão te ajudar a evitar problemas com infiltração no teto ou paredes. Dê uma olhada:

Impermeabilização das paredes

Qualquer que seja o processo de impermeabilização, ele sempre é muito mais acessível e tranquilo no processo de construção da obra. Com as paredes, por exemplo, é sempre interessante colocar ativos impermeabilizantes no reboco e argamassa.

Como eles possuem aditivos de polímeros vinílicos, ajudam a reforçar a mistura, dando mais resistência a toda estrutura da parede. Com isso, o seu reboco torna-se impermeabilizante, o que ajuda a evitar possíveis infiltrações nesse local.

No caso das paredes externas, optar pela pintura impermeável pode ser uma ótima solução! Aliás, atenção para a mistura da argamassa, tudo bem? Para que a tintura possa pegar bem, é preciso que a estrutura não esteja esfarelando ou soltando partes.

Impermeabilização das baldrames

Os baldrames são vigas de fundação, responsáveis por garantir que toda estrutura do edifício fique segura e muito bem fundamentada. Logo, como eles possuem contato direto com o terreno, e também com as paredes, é sempre interessante fazer a impermeabilização dessa parte.

Nesse caso, é bastante comum usar tinta asfáltica e fazer todo o processo de forma correta. Para isso, é importante se certificar de que os baldrames estarão limpos, livres de poeira e demais partículas. Esse processo é essencial, pois assim garantimos que a tinta fixe bem. Aliás, ela deve ser aplicada em demãos que cubram com propriedade todo o local.

Impermeabilização das lajes

As lajes são partes que possuem muito contato com água da chuva e, só por isso, já deveriam merecer um tratamento de impermeabilização confiável. Existem diversos tipos de produtos usados para impermeabilizar lajes, mas os mais comuns são as mantas asfálticas e o poliéster flexível.

Todas essas indicações são mais proveitosas em lajes com trânsito, pois não impedem que folhas e outros materiais percam o fluxo livre. Contudo, em estruturas que não precisam de livre acesso a esses elementos, é possível aplicar silicone de 100%.

Impermeabilização no pós obra

Muitas vezes, quando nos damos conta de que nossa parede está com infiltração, o problema já está avançado. Nesse caso, a impermeabilização também pode ajudar, porém é preciso que ela seja feita de forma cuidadosa, por um profissional capacitado e com os materiais certos!

Na maior parte das vezes pode ser necessário tirar todo reboco e fazer a impermeabilização diretamente na estrutura da parede – quando for esse o local fonte da infiltração. Tendo feito isso, as rachaduras ficarão visíveis, esse é o momento de selar todas elas.

Com todas as fissuras tapadas, é importante fazer o reboco da parede novamente. Nesse caso, é interessante adicionar aditivos impermeabilizantes na massa e refazer todo o processo de uniformização da estrutura. Finalmente, após ter aplicado a massa corrida, pode ser feita a pintura.

4 Mitos sobre infiltração!

Falar de infiltração é um caminho recheado de dúvidas e mitos. Muitas pessoas, por falta de conhecimento, acabam comprando certas ideias que, no final das contas, não serão efetivas contra umidade! Por isso, nós trouxemos quatro mitos muito comuns sobre infiltração e vamos desvendá-los com você! Confira:

Azulejo acaba com problemas de umidade

O revestimento é uma parte muito importante para conter umidade, isso realmente é verdade. Contudo, se sua parede apresenta problemas de infiltração, trocar o tipo de azulejo não será suficiente. Nesse caso, é imprescindível que você encontre a fonte de vazamento e efetue todos os reparos necessários.

Paredes e muros podem ser impermeabilizadas com reboco

Se te disseram que chapisco, emboço ou reboco podem impermeabilizar paredes e muros, devemos te dar a notícia que isso não é totalmente verdade. Realmente, um reboco elaborado com produtos impermeabilizantes reduzem riscos de infiltração, contudo, se eles não possuem aditivos para isso, pouco serão suficientes.

Sempre terá infiltração em muros de contenção

Esse é outro mito bastante comum, até mesmo entre profissionais da construção civil. Em muros de contenção ou encosta ainda é possível conseguir um tratamento efetivo contra infiltração, contudo é preciso fazer uso de produtos determinados para essa finalidade.

Além disso, é preciso pensar nesse problema muito antes da etapa de reboco e pintura! É imprescindível que os muros sejam projetados e dimensionados para não resultar em infiltrações. Pense nisso!

Uma boa pintura retira mofo e bolor

Um boa pintura faz muitas coisas, dá vida a ambientes pouco convidativos, personaliza um espaço e garante mais harmonia. Contudo, ela não é suficiente contra mofo e bolor. Sim, é possível escondê-los usando tinta, mas muito provavelmente o problema continuará existindo até que o reparo adequado seja feito.

Entretanto, sabemos o quanto é possível haver mofo e bolor em paredes que recebem pouca luz, e passaram por um longo período em contato com chuva, por exemplo. Nesse caso, existem soluções caseiras bastante eficientes para retirada desse tipo de mancha.

Uma das mais comuns, por exemplo, é a união de cloro com água sanitária. Esses dois produtos são considerados os mais eficientes para retirar mofo e bolor, devendo ser aplicado no local determinado até que não exista mais resquícios desses organismos.

Contudo, assim como nos demais casos, se não houve um processo de impermeabilização efetivo nas paredes, é bastante possível que o mofo e o bolor voltem a aparecer. Por isso, após toda a limpeza, pense em aplicar um produto para prevenir toda a estrutura.

E daí, o que achou das nossas dicas para solucionar os problemas de infiltração nas paredes da sua casa? É essencial pensar em como preveni-las, concorda? Por isso, nunca abra mão de contratar profissionais qualificados e produtos que realmente previnam a umidade.

Aqui no blog da Webber nós sempre trazemos conteúdos como esse! Continue conosco e confira mais dicas sobre construção, acabamentos e decoração. Aproveite que está interessado em medidas preventivas contra infiltração e entenda o que é MCA, um cálculo muito importante no sistema hidráulico da sua obra!

Deixe um comentário