Casas minimalistas: aplique o conceito na obra e decoração!

Você sabe o que é um conceito minimalista? Quando falamos nesse conceito, podemos usar uma expressão que define perfeitamente: menos é mais! Esse conceito é muito utilizado no design e decoração de ambientes, baseado na simplicidade mas sem perder a elegância e personalidade!

As cores mais utilizadas nesse estilo são os tons neutros, como cinza, bege, branco e preto, e os móveis são sempre simples e multifuncionais, porém sem perder a elegância.

As casas minimalistas se popularizaram ao longo dos anos pelo seu design simples, limpo, e confortável. Sua organização é mais compacta, com poucas decorações pelos cômodos, passando um ar sofisticado, aconchegante e o melhor de tudo: sendo fácil de limpar e reorganizar.

Mesmo que seja bonito e vantajoso, é comum que as pessoas fiquem confusas na hora de colocar em prática os conceitos do minimalismo. Por isso, nós listamos algumas dicas que vão te ajudar com a renovação minimalista da sua casa, confira:

8 dicas para decorar sua casa de forma minimalista

Rebecca Moraes, no livro “Minimalismo: O guia completo para viver como um minimalista feliz e gratuito”, justifica a disposição minimalista e sua organização, propondo um ambiente menos estressante: “a desordem é uma forma de distração visual, pois tudo em nossa visão atrai sutilmente nossa atenção”.

E realmente não precisa de muito para transformar sua casa em um ambiente minimalista. Mesmo assim, confira algumas dicas importantes que vão te ajudar a organizar essa mudança!

1. Comece a mudança aos poucos

Transformar a sua casa em um ambiente minimalista não é difícil, mas é trabalhoso e vai levar um certo tempo, portanto você pode fazer essa renovação por cômodos. Comece pelos que parecem mais fáceis e que já não possuem tanta decoração e, aos poucos, vá aumentando o desafio para o resto da casa, espaço por espaço.

Em seu livro, Rebecca ressalta a utilidade de fazer esse trabalho em partes, focando em organizar e criar um cômodo sem desordem, e aos poucos “um cômodo sem desordem pode se tornar a casa sem desordem e minimalista em que você esteve pensando”.

Leve o tempo que precisar, observe bem a disposição do quarto e use sua criatividade ao pensar em ideias de decorações, levando em conta o espaço que cada lugar tem a oferecer.

2. Desapegue, você não precisa de muito

Quem nunca tentou jogar algumas coisas fora e acabou não conseguindo, não é mesmo? Nós costumamos criar certo apego a algumas coisas de nossa casa, seja por elas terem sido recebidas de presente ou simplesmente porque gostamos daquele objeto.

A melhor forma de lidar com essa situação é começando do zero! Tire todas as decorações quando for repensar os móveis e, na hora de redecorar, seja extremamente seletivo(a): pergunte quais decorações são realmente úteis e quais realmente combinam com o ambiente, ou por quê quer colocá-las no local.

A partir disso você terá mais facilidade para escolher o que fica e o que deixa a composição do ambiente, se tornando mais criteriosa e mais reflexiva sobre cada novo item que for comprar para o lar.

3. Opte por formatos geométricos

O uso de objetos geométricos em casas minimalistas é uma tendência, seja ela em decorações, papéis de parede, móveis ou pisos, o uso desses modelos é certeiro. Sua simetria é essencial na criação de um ambiente harmônico e confortável

Mas é importante ter cuidado para não exagerar. Evite misturar muitos objetos diferentes. Por mais que sigam essas regras, eles podem criar um conflito visual e deixar o local desproporcional.

4. Crie uma paleta de cores simples

Esse passo é muito importante para que você tenha sucesso na decoração minimalista

Crie uma paleta de cores para os ambientes, escolha no máximo três cores que combinem, sendo duas delas cores neutras (como branco e cinza) para paredes, móveis e piso, e combine com algumas pequenas decorações coloridas, como uma luminária amarela e um vaso de plantas pequeno da mesma cor.

Uma dica de ouro é pesquisar sobre combinação de cores e explorar o estilo monocromático. Essa combinação vai deixar o seu ambiente muito elegante! Mas lembre-se de não deixar a cor de base muito forte, use cores menos vivas, como no exemplo abaixo.

5. Na dúvida use as cores mais comuns

Como já mencionado, não é comum o uso de cores vibrantes no minimalismo, no máximo em detalhes pequenos. É preferível empregar as cores neutras como branco, tons de cinza, preto, tons de marrom e bege.

Mas você também pode fazer o uso de tons mais apagados, os ditos “queimados”, sendo esses tons mais usados com amarelo, vinho, vermelho ou verde.

6. Luz natural é sempre bem-vinda

Além de ser muito bonita, a luz natural é sempre uma boa ideia. Ela ajuda a deixar os ambientes mais confortáveis e aconchegantes, já que, com o tempo, a luz artificial se torna cansativa aos olhos.

Rebecca Moraes, no livro que mencionamos lá no início, aponta que “O Feng Shui recomenda luz natural ou iluminação de espectro que simula a luz do dia para melhor visibilidade, saúde e produtividade.” Sem contar que, quanto mais você fizer uso dela, maior é a sustentabilidade, economizando energia elétrica durante o dia.

7. Faça uso de móveis funcionais

Móveis funcionais são aqueles que foram elaborados para melhorar o aproveitamento do espaço e a otimização do ambiente. Ou seja, camas que também possuem gavetas, sofás-cama, mesas que se abrem e ficam maiores e outras mobílias criativas como estas

Para isso, também temos outra indicação de livro, ‘Minimalismo: Tudo O Que Você Precisa Saber Sobre Uma Casa Arrumada E Beneficiar Você Rapidamente’, em que a autora aponta ideias como armários escondidos por espelhos, gavetas que se misturam nas paredes e outras ideias criativas para aproveitar o espaço.

O uso de móveis assim auxiliam na abertura de espaço nos cômodos de sua casa, deixando o local mais confortável e amplo.

8. Disposição para cômodos pequenos

Quando não temos muito espaço para apostar em grandes decorações, é importante saber aproveitar e maximizar o pouco que temos. Aposte em espelhos, além de serem bonitos e simples, eles dão uma sensação de espaço, já que criam um efeito de profundidade ao duplicarem um pedaço do ambiente.

Plantas pequenas trarão charme ao ambiente e não ocuparão muito espaço. Distribua alguns vasinhos pelo ambiente e crie uma atmosfera mais confortável.

Agora, mais do que nunca, os móveis funcionais farão uma grande diferença. É a partir deles que você irá dar amplitude ao cômodo, evitando com que as pessoas se sintam apertadas no ambiente, mesmo que ele seja pequeno.

Gostou do nosso conteúdo sobre design minimalista? Agora que você sabe tudo o que precisa para renovar o ambiente, é hora de colocar a mão na massa! Por aqui, nós sempre trazemos diversos textos sobre acabamento, decoração e tudo o que você precisa saber para sua obra.

Deixe um comentário